O ser humano é carnívoro ou onívoro?

Desde que me tornei vegetariana e vegana, sempre que outras pessoas descobrem me fazem uma série de perguntas, comentários e afirmações sobre minha alimentação. Muitas das argumentações partem para a cadeia alimentar, que estamos no topo e que o ser humano é carnívoro, por isso, temos que comer outros animais. 

No começo eu não tinha muitas respostas para isso, até mesmo duvidava se nossa biologia não foi feita apenas para comer alimentos do reino vegetal, onívoros, talvez. Foi por isso que pesquisei. E nem precisei fazer uma pesquisa muito extensa sobre isso para entender. 

Acompanhe o artigo para descobrir o resultado da minha pesquisa e saber se o ser humano é carnívoro ou onívoro!

O que a biologia explica?

O mundo é cheio de animais, nós somos animais, racionais, mas animais. E segundo a Dra. Sofia Pineda Ochoa, co-fundadora do grupo meatyourfuture.com, é importante dar a um animal alimentos que ele esteja anatomicamente e fisiologicamente projetado para comer. 

Você já ouviu algumas orientações sobre não dar chocolate para um cachorro, por ser altamente tóxico para ele? Leite de vaca para gatinhos que são alérgicos a proteína e ficam com diarréia? É a mesma coisa conosco, seres humanos. 

Será mesmo que fomos projetados para comer carne? Apenas carne? Apenas vegetais? A combinação dos dois reinos alimentícios? Vamos entender comparando os dois tipos abaixo. 

O ser humano é carnívoro?

Os animais carnívoros possuem algumas características que descreverei agora, para tentarmos entender se nós humanos nos encaixamos:

  • os dentes dos carnívoros são afiados;
  • nas patas dos carnívoros há garras afiadas;
  • o trato intestinal do carnívoro é de três vezes o comprimento do corpo;
  • respiração ofegante causa o esfriamento da temperatura do corpo dos carnívoros;
  • carnívoros produzem sua própria vitamina C;
  • a mandíbula de um carnívoro se move para cima e para baixo, a fim de rasgar a pele e apenas engolir;
  • a saliva de animais carnívoros não contém nenhuma enzima digestiva;
  • 60% a 70% do volume gastrointestinal dos carnívoros se refere ao estômago;
  • o pH do estômago de um carnívoro é muito baixo, em torno de 1.

E então, vamos comparar com as nossas características? 

Dentes afiados

Bem, nós temos caninos, mas eles não são afiados a ponto de furar a pele de outro animal e arrancá-la. Se tentarmos fazer isso, provavelmente deslocaríamos nossa mandíbula e deixaríamos o outro animal bem irritado. 

Garras afiadas

Se deixarmos nossa unha crescer, ela até pode arranhar uma pessoa, mas sozinha ela não fica afiada a ponto de rasgar uma superfície da pele com facilidade.  Um exemplo simples; gatos podem arranhar e rasgar a nossa pele ao levar um susto, sem a menor dificuldade. Nós não conseguimos fazer isso sem lixar as unhas e fazer uma grande força.

Trato intestinal 

Enquanto os animais carnívoros têm o trato intestinal três vezes maior que o corpo, nós humanos temos 12 vezes o tamanho. Isso se dá porque precisamos digerir todas as fibras que eventualmente precisamos comer. Todas elas encontradas no reino vegetal.

Resfriamento da temperatura

Ao contrário dos carnívoros, nós temos o nosso resfriamento da temperatura corporal a partir do suor. A respiração ofegante só nós deixa ansiosos e tensos e de nada ajuda a reduzir a temperatura.

Mandíbula

Enquanto um carnívoro só consegue fazer o movimento para cima e para baixo, nós conseguimos fazer o mesmo e ainda ter os movimentos de um lado para o outro. Assim como uma girafa, uma vaca e outros animais herbívoros. Carnívoros só precisam morder e engolir, eles não mastigam.

Enzima digestiva

A nossa digestão começa na mastigação. Temos enzimas digestivas na saliva, o que nos ajuda na nossa demorada digestão. Ao contrário dos carnívoros, que novamente, só engolem a carne.

Tamanho do estômago

Nossa capacidade estomacal equivale de 25% do trato gastrointestinal. Enquanto dos carnívoros são maiores, para que eles comam uma a duas vezes por semana. 

PH do estômago

Nosso pH do estômago é entre 4 e 5 um pouco perto do neutro, enquanto o dos carnívoros são bem ácidos para matar todas as bactérias em decomposição.

Só pelo fato de que animais carnívoros só comem carne, eu não precisaria dar todos esses exemplos de diferenças entre eles e o ser humano. Mas e os onívoros, nós nos encaixamos?

O ser humano é onívoro?

Pensando em comportamentos, nós nos comportamos como animais onívoros, uma vez que conseguimos seguir com uma dieta a base de vegetais e alimentos de origem animal. 

Segundo o Dr. William C. Roberts, do Instituto Nacional de Saúde e Universidade de Baylor, os humanos possuem características herbívoras e não onívoras. 

Comemos animais porque queremos e não porque precisamos. A partir desse ponto de vista, podemos dizer que o ser humano é carnista. Não precisamos da carne para sobreviver, mas incluímos ela em nossa vida. Porém se tirarmos, ela não fará falta, em termos nutricionais. 

Ainda segundo o Dr. William, nós temos altos índices de colesterol porque comemos muita carne, quando na verdade o nosso corpo não foi feito para digerí-la. Com isso, desenvolvemos placas de gorduras que cobrem nossos vasos e obstruem o fluxo sanguíneo, dando origem a doenças como pressão alta.

Podemos voltar ao início do post onde a Dra. Sofia nos diz que precisamos dar os alimentos corretos de acordo com a nossa fisiologia. A fisiologia humana nos mostra que somos herbívoros. Portanto sempre que alguém afirmar que o ser humano é carnívoro ou onívoro, podemos informá-lo que a nossa fisiologia não foi feita para comer e digerir tal alimento. 

Bianca SilvaO ser humano é carnívoro ou onívoro?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *